Pastor Márcio Cerqueira fica ou não fica no Jequié-ADJ

Roberto Britto disse acreditar no governo do prefeito de Jequié

Tânia Britto 2013 (26)

Foto/Arquivo: Zenilton Meira

Mercadotica-JequiéO deputado federal Roberto Britto (PP) em entrevista ao programa Alerta Jequié, na Cidade FM 104,9, nesta quarta-feira (29/6), revelou detalhes sobre sua situação junto a Lava Jato, relação com a gestão municipal e suas pretensões politicas. Questionado sobre ter o seu nome citado como o deputado baiano que mais recebeu dinheiro da JBS, R$  1.1 milhão, para sua campanha, via doações do partido, o parlamentar disse que  sua prestação de contas está aberta e que o doador do valor foi o diretório nacional do (PP), recebido através da JBS. “Foi um recurso recebido durante o período eleitoral, onde aconteceu a prestação de contas. Não tenho nada com a JBS, a doação foi do partido que na época era legal. Não conheço eles, nunca liguei ou falei com ele”. disse o deputado.

Roberto BRitto comentou também sua relação com o prefeito de Jequié, onde enfatizou que não tem desavença com o gestor. ” Até gosto dele” revelou. Afirmou que aceita receber o prefeito em seu gabinete visando buscar investimentos para Jequié. “Estou viabilizando dois Programa da Saúde da Família( PSF), uma equipe de saúde bucal e seis equipes de NASF e um valor de R$ 101 mil reais mensais para pagamento deste pessoal da Saúde da Família”.

Questionado sobre avaliação do governo, atestou que algumas medidas tomadas pela atual administração não faria. Interrogado sobre quais: “É só comparar o meu governo com o atual”. Disse também está triste por ter outras pessoas querendo ser o pai de emendas como da estrada de Monte Branco e o calçamento do Jardim Tropical.

O político afirmou que pretende concorrer a uma cadeira na Assembléia Legislativa em 2018 e não descarta a prefeitura em 2020.

Sobre a divergência entre o vereador José Simões de Carvalho e Waldomiro Borges Filho”Borginho”, Britto declarou que ambos são pessoas direitas. “Simas como chamo até hoje, tenho um carinho por ele, apesar de estarmos em caminhos opostos, é um cara direito, o Borginho foi meu secretário, é um cara extremamente direito e correto”, afirmou.

FONTE: Blog Marcos Cangussu

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *