Caluna: Me solta que eu vou dá um troço

O Barro e o Sonho

Na Foto: Conça Pimentel, Márcia Auad, Dermival Rios, Val Rodrigues e Émerson Pinto (Foto: Zenilton Meira)

Mais um livro do professor e historiador jequieense Émerson Pinto de Araújo. Desta vez não será mais uma obra a relatar uma sequencia históricas do município de Jequié e região e sim uma coletânea de crônicas e artigos escritos pelo autor ao longo de dez anos nas revistas EXTRA e Cotoxó. A publicação tem o sugestivo título de O Barro e o Sonho(capa de Val Rodrigues) e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Jequié e organização de Dermival Rios e Márcia Auad. O lançamento está previsto para o mês de dezembro.

Mais um livro sobre a lendária e histórica Anésia Cauaçu

           

Um misto de biografia, fábula, roteiro cinematográfico e romance, é como podemos definir o novo livro Anésia Cauaçu, lenda e história no Sertão de Jequié do jornalista, escritor e cidadão jequieense Wilson Midlej. No prologo, Lula Martins, parceiro de Midlej no projeto inicial, que seria a realização de um filme, se expressa muito bem quando escreve: “Entre a realidade dos fatos e a narrativa nascem o conceito, o estilo e a poesia”. Sem dúvida, esta obra é literalmente uma aventura comovedora. E por se tratar de uma saga regional, que envolve “personagens” reais da nossa história, torna ainda mais emocionante e, quase obrigatória a leitura deste tomo.

            Abalizado em documentos, depoimentos e resultados de pesquisas realizadas pelos mestres Émerson Pinto de Araújo, Márcia Auad e o parceiro Lula Martins, somados ao calor da imaginação que anima o escritor, Midlej se rende ao escrever na dedicatória dirigida ao seu saudoso pai: “Veja o que pude fazer, sem perder o fio histórico dos fatos”.

Descarte de livros?

Não é nenhuma novidade o descaso que as Administrações Públicas de Jequié têm pelo acervo cultural do município. Já presenciei e noticiei queima, furtos e descarte de livros e objetos históricos confiados ao município, envolvendo Museu e Biblioteca Municipal.  Confesso que pensei até que isto tinha acabado, e espero que tenha.

Para a minha decepção, na tarde de sábado (28-10-2017) deparei com um amontoado de livros no estacionamento (desativado) da Biblioteca Municipal de Jequié. Tudo indica que estas obras destinadas à educação e cultura, estejam mais uma vez, prontas para mais um descarte. A atual administração deveria, no mínimo, investigar e esclarecer o fato.

O galo Caboclo

Gatos e cachorros são comuns como animais de estimação, mas o escolhido de Jorge Beker, proprietário do Bar Maracanã, situado no Alto do Maringá, é um garboso galo vermelho que atende pelo nome de Caboclo. O simpático galináceo transita na área com a maior tranquilidade despertando a atenção de clientes e transeuntes. Sem cerimônia, circula entre as mesas do bar, atravessa a rua e vez por outra bate as asas e lança o seu afinado canto que desperta a atenção e agrada a clientela.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *