Funcionários da Terceira Visão dizem que estão passando fome em Jequié

 

Ouça entrevista de um trabalhador da Terceira Visão, empresa que emprega mais de 700 empregados que prestam serviços a Prefeitura de Jequié. Nesta quarta-feira (27.dez.2017), um grupo de trabalhadores terceirizados fez uma manifestação em frente a Prefeitura protestando pelo não recebimento de valores relativos a dois meses de salário, 13º e rescisões trabalhistas.

Segundo informações no dia anterior foi dada pela gestão municipal, foi de que o prefeito Sérgio da Gameleira e o secretário da Fazenda, Verivaldo Santana, estariam buscando junto à superintendência da Receita Federal em Vitória da Conquista, tentando desbloquear cota do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), para utilização dos recursos nesses pagamentos.

O Presidente da Associação do Terceirizados de Jequié e Região, Tomas de Aquino esteve no local onde ocorria a manifestação e desqualificou a motivação do protesto, causando descontentamento e discussão com o líder da manifestação. Segundo os manifestantes outras pessoas também tentaram desarticular o movimento, utilizando câmeras fotográficas de dentro de um carro vermelho.

A Terceira Visão está sendo investigada pela Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União pela OPERAÇÃO MELINOE, que esteve em Jequié em (05.dez.17), que visa combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da educação. 58 Policiais Federais e 6 auditores da Controladoria Geral da União cumprem 23 mandados de condução coercitiva, 18 de busca e apreensão e 5 mandados de medidas cautelares nos municípios baianos de Jequié, Jaguaquara e Salvador.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *