Terceirizados dizem ter recebido R$ 250 e muitas desculpas esfarrapadas da PMJ

Foto: Zenilton Meira/arquivo A situação dos terceirizado é a mesma de autora.

A situação dos trabalhadores terceirizados da Prefeitura de Jequié, só Deus na causa, disse a terceirizada Ana Júlia.  Em uma carta aberta eles contam a situação vivenciada nos últimos dias: Nós pais e mães de família, trabalhadores terceirizados da Prefeitura de Jequié, passando necessidade, com salários atrasados dos anos 2016 (Gestão Tânia Brito), 2017 e 2018 (Gestão Sérgio da Gameleira); com contas de água e luz cortadas; devendo aluguéis, açougue, mercearias, cozinhando com lenha (sem dinheiro para o bujão), PROPOMOS – a União da Prefeitura de Jequié (Secretaria de Finanças), Associação dos Terceirizados, Sindicato -SINDILIMP, União dos Trabalhadores Terceirizados. Com o apoio dos blogs, rádios, jornais, MARCANDO UMA REUNIÃO para juntos buscarmos uma solução para essa difícil e insustentável situação dos Trabalhadores Terceirizados.

Segundo os trabalhadores “não temos previsão de data do pagamento e com várias informações desencontradas: Primeiro, iam pagar um mês. Na verdade recebemos vales de 250,00 e muitas desculpas esfarrapadas (muitos não receberam nada). Não podemos começar as aulas do ano de 2018 com os nossos salários atrasados, Não queremos VALES, queremos receber os salários do nosso trabalho honesto, pelo cumprimento de nossas obrigações e horários, Ainda acreditamos que a Gestão Sérgio da Gameleira e a Secretaria de Finanças possa resolver esse problema que não foi criado pelos trabalhadores terceirizados”, revelaram.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *