Associação Desportiva Jequié, o Time do Meu Coração

Por Charles Meira*

Associação Desportiva Jequié – 1970 – Em pé: Zé Augusto, Edmilson, Carlinhos, Tufú, Maíca e Esquerdinha. Agachados: Fleury, Dilermando, Tanajura, Chineizinho, Marcos e Foca.

Nesta matéria conto a admirável história da Associação Desportiva Jequié, “ADJ”, “Jequéqué´”, nome carinhoso dado pelo radialista França Teixeira, “Jipão”, “Jequié”, o time do coração da população de Jequié, equipe com 46 anos de fundada e 20 que não disputava o Campeonato Baiano de Futebol da Primeira Divisão. Relato também fatos importantes através das matérias de Jornais da época, depoimentos de jogadores e de pessoas ligadas ao futebol da Cidade Sol.

Tudo começou, quando “um grupo de desportistas locais esteve reunido na sede da Liga Desportiva de Jequié no último dia 28, oportunidade em que foram tratados diversos assuntos relativos à criação de um time profissionais que representaria esta cidade no próximo certame Estadual da Bahia. Ouvidas as sugestões de todos os presentes, ficou determinada a fundação da Associação Desportiva Jequié, tendo sido eleita a sua primeira diretoria, que ficou assim constituída: Presidente de Honra – Prefeito Waldomiro Borges de Souza; Presidente da Diretoria – Dr. Milton de Almeida Rabelo; Vice Presidente – Dr. Nelson Moraes da Silva; Secretário – Gildélito Ferraz; Tesoureiro – Romil Navarro de Araujo; Chefe de Departamento de Futebol – Evandro Lopes da Silva; Chefe de Relações Públicas – Eutimio Oliveira Almeida; Consultor Jurídico – Dr. Fernando Steiger Tourinho de Sá; Departamento Médico – Dr. José Mário Benevides. No dia imediato a diretoria eleita iniciou seus trabalhos, procurando organizar todos os papéis para inscrição da ADJ, que decididamente estará no Baianão 70.” ( Matéria editada em jornal de Salvador – BA). Veja matéria completa aqui no Blog do Charles Meira!

 

Jequié 3 X 1 PFC Cajazeiras – 09/07/2017 – Associação Desportiva Jequié, campeão da Segunda Divisão do Campeonato Baiano de Futebol. Leo, Dionísio, Railon, Corrêa e Arnold. Tite, Guga e Maicon. Tata, Peixoto e Marcelo Pano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *