Bom Jesus da Serra: Comissão ALBA visita mina de Amianto, várias pessoas contaminadas

Com um público registrado de 392 assinatura de presença, foi realizado na tarde de hoje (07.jun.2018), a Audiência  Pública sobre os impactos do amianto no município de Bom Jesus da Serra-BA. Uma Mesa formada por   Dr. Erik Oliveira MPT, Luciano Leivas MPT, Márcia Kamei MPT, Fernanda Giannasi  ABREA, João Gabriel – Mauro Menezes Advogados, José Aloir C de Arajo Neto –  CEDURB, professor Zilton Rocha, Leticia Nobre e Ely Mascarenhas – SESAB, Romilda Oliveira Sec. Saúde de Bom Jesus da Serra, Everaldo Mendonça Sec. de meio ambiente, Ednaldo Meira – Prefeito de Bom Jesus da Serra, Esmeraldo Teixeira e Jânio Rocha – AVICAFE e o presidente da comissão de direitos humanos o deputado Marcelino Gallo.  Foi uma tarde  de palestras e esclarecimentos jurídicos onde o Ministério Público Federal e o Ministério do Trabalho por meios de seus representantes legais proferiram de forma simples os passos dados em relação aos processos movidos contra a mineradora SAMA para a reparação social, com atenção á saúde dos trabalhadores e suas famílias expostas. Outra preocupação, não menos preocupante, é recuperação total da área degradada , que continua de forma lenta fazendo mais vítimas. O IFBA foi representado pelo seu diretor Geral, Jaime Santos e a Professora, Dra. em engenharia ambiental Orleane Brito que vem pesquisando meios e buscando recursos para a solução das cerca de 300 Hectares de rejeitos de amianto deixados na Fazenda São Félix. O período da manha foi de visita e reconhecimento da antiga mina. Paralelamente, Fernada Giannasi proferiu uma palestra para um grupo de mulheres chamado de MULHERES DO AMIANTO, recém formado e que pretende levar esclarecimento a um numero maior da população, educando e mudando hábitos.  Foi pedido um minuto de silêncio em homenagem e respeito ao companheiro José Nilton Vieira, que faleceu ontem na Cidade de Poções. José Nilton é mais uma vítima do amianto que nos deixa. Fotos: Inácio Teixeira/Coperphoto

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *