Descaracterização da Vila Junina em Jequié 2018

É muito mimimi com o óbvio, muito disse me disse com um fato que, se puxarem só um pouquinho pela memória hão de se recordar de histórias muito recentes da nossa querida cidade. Por isso acredito que tudo não passa de picuinha política. Desde a antiga Praça Rui Barbosa, requalificada no final da gestão do prefeito Reinaldo Pinheiro que surgiu a Vila Junina. São João como festa principal da cidade veio por necessidade econômica, necessidade essa, alegada pelos políticos da época como uma saída para diminuir os altos custos para realizar a Micareta, a nossa maior festa popular até então.

Eis que então, ao invés de micareta, nosso maior atrativo agora passou a ser a popularíssima festa junina. São João nasce com força, grandes atrações e, muitos turistas, assim como filhos da terra que partiram para outros ares em busca de vida melhor. A Praça Rui Barbosa foi então transformada em um lindo arraiá com casinhas de taipas, ornamentação com bandeirolas, balões, capelas, casamento matuto, tudo numa alusão a uma típica festa junina na raça.

A proposta era resgatar os folguedos juninos perdidos devido ao crescimento natural da cidade e, do olhar cultural está mais voltado para o carnaval, no nosso caso a Micareta que acontecia no mês de maio, período pós carnaval quando as atrações musicais estavam com as agendas disponíveis e com cachês menos avultosos.

Apesar do problema de memória, é bom lembrar que a vila junina na Praça Rui Barbosa aconteceu até a gestão passada, tradição levada a sério como deve ser e, como todos esperam que seja, afinal, há que se ter brincadeiras, comidas típicas, forró, xaxado, quadrilhas, afinal, a festa é junina.

Ano Passado a caracterização foi completamente alterada, um enorme Palco foi armado no meio da praça tirando completamente a finalidade de vila. Em municípios menores que Jequié, a exemplo de Guamambi (Foto), a valorização dos fulguedos juninos cresce a cada ano. Aqui, impera a picuinha política, sempre querendo destruir, desfazer, apagar o que uma gestão anterior construiu; quanto mais maltratada fica a cidade, melhor para uns, com isso, quem perde é a cultura, o folclore, o povo, a cidade; quanto pior ficar, melhor será. Infelizmente!

A Vila Junina sempre foi um dos lugares mais aconchegante no São João de Jequié. É na Praça Rui Barbosa que as famílias se encontram, onde os mais idoso encontram seus contemporâneos a exemplo de Robson Roberto, Dircinho, Jorge Salomão, dentre outros que chegava ao espaço e tinham reencontros memoráveis. A Praça da Bandeira tem sua magia, lá está as atrações de renome nacional. Vamos resgatar a nossa Vila Junina como nossa mais tradicional atração. Viva São João! “O resto  passarão, eu passarinho”. Dizia Quintana.

 

Praça Ruy Barbosa 2018

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *