Colecionador em Jequié tem quatro bicicletas monareta bem conservadas

Neto Agripino tem em sua casa na Avenida Lomanto Júnior, 911, quatro relíquias da década de 70. Hoje 15.fev.2019, ele pegou as bicicletas para lavar com um lava-jato. Os equipamentos exposto na frente da casa foi alvo de curiosidade de muitas pessoas que passaram na avenida. Pessoas nascidas no final da década de 60 e meados de 70 pararam para observar as preciosidades. Todas têm pintura original da época.

Segundo Neto, as crianças sempre encosta para contemplar as bicicletas. “Massa! esta ai não exite mais não”. Veja vídeo!

Teve seu início de fabricação em meados dos anos 1960, quando obteve sucesso relativo de vendas. Seu nome era Monareta Gemini (nome do sistema que a tornava portátil, herdado da missão Apolo, precursor do sistema Dobramatic) , seu desenho era bastante diferente das Monaretas mais comuns que conhecemos hoje, pois seu quadro era de desenho semelhante aos da Caloi Berlineta, porém de estrutura mais fina e na parte inferior. Próximo à caixa da coroa, se apresentava um tubo, que ligava as duas extremidades, e a garupa era destacável do quadro e possuía a semelhança com as de outros modelos Monark de aro 28 da época.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *